Em algum lugar dos anos 80

Hoje vamos falar de Mark Sink, um cara que usou todo potencial da Diana pra fotografar a cena undergroud de NY nos anos 80. Mark ganhou sua primeira Diana dos pais na década de 60 mas não se interessou muito.  Vinte anos depois encontrou a câmera com filme dentro e ficou perplexo com o estilo das fotos. Declarou ser algo que nunca tinha visto antes e não parou mais de fotografar.

Sink então passou a fotografar com a Diana em uma época em que tudo estava indo para o lado oposto. Andy Wahrol e todos os frequentadores Factory (colegas de Mark)  cultuavam tecnologia e inovações. Ele conta que até chegou a dar uma Diana de presente para o artista na esperança de que ele fotografasse algo, mas a câmera nunca foi usada.

Quando perguntam o porque de Mark gostar tanto da câmera, ele é pontual: ” A Diana faz tudo que uma câmera normal não pode fazer”. Na opinião dele, o legal é que existe todo um romantismo por trás desse tipo de fotografia analógica, que permite que ele fotografe bem desde casamentos até longas viagens. “A Diana é leve e divertida. As pessoas sorriem quando você aponta a câmera na direção delas. É fácil de carregar para qualquer lugar e o som da bobina plástica é o melhor de todos”.

Aqui as fotos que Mark tirou de Basquiat e Wahrol

Mais na galeria do fotógrafo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em dicionário lomo, quem usa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s